O seu blog de entretenimento.

Crítica | Poder Sem Limites

Antes de tudo, esqueçam que Poder Sem Limites é um novo Bruxa de Blair ou Atividade Paranormal, filmes que usam a estética de falso documentário. Em seu primeiro trabalho no cinema, Josh Trank realiza um trabalho ousado e diferente dos filmes citados, usando a câmera de mão e tremida para dar um aspecto de mais realidade, se assemelhando por exemplo a Cloverfield.

O longa poderia muito bem seguir o estilo tradicional, pois até conta com um bom orçamento, mas o aspecto então amador dá uma veracidade e uma proximidade com os protagonistas.

Continue lendo aqui.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s