O seu blog de entretenimento.

Crítica: As Aventuras de Tintim

Se há um cineasta capaz de produzir uma excelente aventura com cenas empolgantes e de tirar o fôlego, esse alguém é Steven Spielberg. Nos últimos vinte anos, seu nome é responsável por grandes títulos do gênero, vide Indiana Jones e Jurassic Park. Contudo, fazer um filme sobre Tintim, criação do belga Hergé, sempre foi o seu desejo, mas foi sempre visto com desconfiança em Hollywood.

A espera foi longa, mas para os amantes de uma boa aventura cheia de mistérios e com aquele clima de nostalgia dos anos 80, Spielberg se reuniu com Peter Jackson (que atua como produtor) e uma equipe de roteiristas de primeira: Steven Moffat (roteirista e produtor de Doctor Who), Edgar Wright (diretor de Scott Pilgrim) e Joe Cornish (diretor de Ataque ao Prédio).

Com essa equipe reunida, As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne, não tinha como dar errado. O longa é a grande aventura do ano até o momento, e dificilmente perderá o posto de melhor animação.
Com o uso da técnica de captura de movimentos, a animação impressiona pela qualidade e pelo realismo. Jamie Bell, Daniel Craig e Andy Serkis foram alguns dos atores que deram vida aos personagens, que por muitas vezes nos fazem esquecer que aquilo é uma animação. Com a tecnologia do 3D e do IMAX, o longa funciona ainda mais, valendo cada centavo para quem for assistir com esse recurso.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s