O seu blog de entretenimento.

Crítica: Lanterna Verde

Tentando repetir o sucesso da Marvel com várias adaptações de seus heróis no cinema, criando seu próprio universo, a DC Comics, tenta trilhar da mesma forma, tentando não depender apenas de Batman e Superman. Lanterna Verde é a primeira aposta da Warner, e o resultado não foi bom. Enquanto acompanhamos nos últimos filmes como Thor e Capitão América, em que os diretores tinham uma total preocupação com o universo da HQ, o mesmo não acontece com o personagem da DC, que ganhou uma adaptação muito superficial.

Dirigido por Martin Campbell, a premissa do filme é interessante. Acompanhamos uma resumida apresentação da Tropa dos Lanternas, partindo logo depois para a trajetória de Hal Jordan (Ryan Reynolds), um ousado piloto da Ferris Aeronáutica, porém irresponsável. Jordan carrega um doloroso peso ao presenciar a morte do pai quando criança, que morreu durante um treinamento de vôo.

Apesar de ser pouco explicado na fita, o personagem passa por conflitos de identidade, com aquele receio do homem que pode se tornar, do que ele quer ser. Porém, Jordan acaba sendo escolhido por Abin Sur, um dos mais experientes integrantes da Tropa dos Lanternas, para assumir seu lugar após ser atacado fatalmente por uma entidade cósmica conhecida por Parallax.
Até aí, o filme estava bem e com uma narrativa muito boa. Mas, quando passa para o segundo ato, é que começamos a ver uma penca de erros seguidos. O roteiro peca, primeiramente em excluir a complexidade de Hal Jordan, uma das principais características do personagem. Segundo, em não explorar o Planeta Oa. Acompanhamos de início a inserção de alguns personagens, como Tomar-Re, Kilowog e Sinestro, mas depois são deixados de lado.
Para um filme que conta a origem de um herói, faltou um melhor trabalho no que diz respeito ao treinamento de Hal Jordan que foi pouco explorado. Apenas UMA cena, tenta inutilmente mostrar que o herói teve algum ensinamento de Tomar-Re e Kilowog.
Outro erro grande no filme, foram os personagens que acabaram ficando muito superficiais. Mark Strong na pele de Sinestro está genial, porém o personagem acaba não ganhando o destaque que merecia. Peter Sarsgaard se entrega totalmente ao papel de Hector Hammond, sendo o personagem mais interessante da trama. Porém, sua participação acaba sendo jogada para o lixo quando é colocado em um triângulo amoroso desnecessário com Hal Jordan e Carol Ferris (Blake Lively). A última por sinal, até demonstra uma boa química com Ryan Reynolds, mas seus diálogos são sempre cansativos e em algumas cenas não convence muito do que era pra ser uma personagem forte.
Já Reynolds, tem carisma e sempre combina em papéis de sujeitos prepotentes, mas no fim acaba sendo apenas isso, não tem um algo a mais. Tentaram fazer dele o que fizeram com Robert Downey Jr. em Homem de Ferro, que deu não apenas carisma, mas uma profundidade para Tony Stark que poucos atores são capazes de fazer. Reynolds como Hal Jordan agrada, mas quando vive Lanterna Verde faltou aquele ar de herói e todo o aspecto dramático.
Em relação aos efeitos visuais, sempre mostrado como o carro chefe da adaptação, ela não peca. A construção do Planeta Oa é fantástica e com uma beleza visual incrível. O uniforme dos Lanternas que de início não tinha me agradado, acabou sendo um viés interessante. As cenas de ação também não pecam, destaque para a sequência final do longa.
O que faltou em Lanterna Verde, é o que sobrou por exemplo, na franquia Batman, em que houve um total cuidado com a mitologia do personagem. É uma pena, já que apesar de não ser um herói que me cativa muito, tinha potencial para ser uma excelente adaptação.
No mais, o filme deixa um sinal de alerta para as próximas adaptações da DC Comics que estão vindo por aí, como The Flash, e claro, Lanterna Verde 2 que foi confirmado.
Abre o olho Warner Bros.!!!
NOTA: 5,0/10

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s